fbpx

Antecipação de recebíveis: como funciona?

Conheça as vantagens da antecipação de recebíveis e não perca tempo com burocracia

No final do ano é muito comum bancos ofertarem o adiantamento do valor do décimo terceiro salário a trabalhadores da iniciativa privada e pública. A propaganda é massiva de instituições interessadas em adiantar o pagamento dessa parcela para quem precisa de dinheiro antes da data limite para o recebimento. Essa prática acaba sendo uma espécie de empréstimo, uma vez que decidindo antecipar o vencimento, o funcionário vai pagar alguma taxa sobre esse valor.

Assim também funciona a antecipação de recebíveis para o empresário. É aquele dinheiro fruto de uma venda parcelada, a prazo, em cheque carnê ou duplicata que ainda não caiu na conta da empresa, mas que se encontra no item “entrada” do negócio para médio e longo prazo.

Ocorre que nesse meio tempo, você precisa justamente daquele valor, que foi acordado com o cliente a prazo, para sanar uma situação de emergência.

Sim, para esses casos existem muitas opções de empréstimo no mercado, mas em regra com juros muito altos. Por isso a antecipação de recebíveis acaba sendo uma saída interessante. Claro que o banco ou a financeira vai cobrar juros e impostos sobre essa transação, mas em taxas menores, e com facilidades de pagamento que podem ajudá-lo a reduzir esse custo.

Um exemplo: vamos supor que o seu pagamento seja parcelado para os meses seguintes, via cheque. Há uma possibilidade de transferir diretamente para a instituição financeira o recebimento das garantias, repassando os papéis do cheque para o banco, que fica de posse deles, recebendo o valor a cada vencimento. Essa opção pode diminuir a taxa de juros, uma vez que dá garantias ao banco do recebimento.

Como fazer?

Existem três tipos de entidades que realizam essa transação. Os bancos, os factoring e os Fundos de investimento. Geralmente, como o empresário já possui relação com uma instituição bancária, esta acaba sendo a primeira a ser procurada.

Em algumas situações, a depender da sua carteira de serviços, isso pode facilitar a antecipação de recebíveis. A desvantagem é só o processo burocrático, que pode protelar a liberação do dinheiro.

Os factoring são empresas especializadas nesse tipo de empréstimo. Por isso tendem a exigir um processo mais rápido de atendimento da demanda, mas, por outro lado, possuem taxas mais elevadas. 

Os Fundos, por sua vez, aliam as duas vantagens dos serviços anteriores e são isentos do Imposto sobre Operação Financeira (IOF), mas exigem garantias objetivas como cheques ou duplicatas. Se o caso for de pagamento a prazo por outras vias, o processo é mais demorado.

O ideal no momento da escolha é avaliar quem cobra a menor taxa pelo serviço, o tempo prometido para o repasse do valor – respeitando o prazo que você precisa – a burocracia exigida – isso pode atrasar a liberação do dinheiro, fazendo você perder alguma oportunidade importante – e as regras de cobrança.

Na dúvida, passe na DinDin e conheça as nossas taxas para antecipação de recebíveis. Você vai se surpreender. São as menores taxas do mercado, e o melhor, sem burocracia, afinal, se há uma necessidade urgente de investimento ou controle de finanças, não dá para aguardar as idas e vindas de documentos.

No DinDin é tudo muito rápido e prático. Você abre a conta digital da sua pessoa jurídica e já tem essa opção entre os serviços, com taxas mínimas. Se esse é seu caso, solicite seu orçamento agora mesmo!   

Carregar mais posts
Todos Direitos Reservados - Powered by DinDin