fbpx

Banco Digital x Banco Tradicional: qual vale mais a pena?

Ir ao banco ou realizar transações bancárias do sofá de casa? A opção é sua

Uma vida acelerada e com tempo escasso para assuntos burocráticos, é assim que tem sido a rotina da sociedade neste novo século. Não há tempo para ir ao banco, passar horas à espera de atendimento apenas para realizar um depósito ou uma transferência.

Os tempos são outros e as novas gerações, que já nasceram em meio a interfaces e aplicativos, esperam agilidade nos serviços. É aí que entram os bancos digitais.

Eles surgem com a promessa de trazer facilidades em quase todos os serviços bancários, com tarifas mais baixas e, inclusive, custo zero em algumas operações. Isso porque as transações são realizadas por meio de aplicativo ou site, sem necessidade de visita a uma estrutura física.

Através de um banco digital, você pode abrir uma conta sentado em seu sofá, enviando os documentos necessários através do seu dispositivo móvel.

No DinDin, você consegue abrir a sua conta em 5 minutos. Além disso, pode realizar transferências e depósitos ainda do sofá, acompanhando todas as transações em tempo real.

Pagar contas com leitor digital e realizar saques em qualquer banco 24 horas também são benefícios da conta. É a economia de tempo e dinheiro que todo cliente deseja. Não há quem prefira ficar esperando sua senha ser chamada sentado em uma agência bancária.

Mudança cultural

Naturalmente, a maior parte dos clientes dos bancos digitais é formada por jovens. Entretanto, o grau de praticidade e as taxas mais baixas têm atraído também um público de maior idade.

Entretanto, existem pessoas que desconfiam da segurança do novo modelo, porque todas as transações do banco digital acontecem de maneira virtual e nunca palpável.

Algumas pessoas ficam presas no conceito de que o que não pode ser visto e tocado não é real. Por isso, acabam sentindo um certo receio de terem seus dados hackeados e dinheiro desviado.

Além disso, alguns se apegam à cultura do atendimento físico e real, em um espaço apropriado, de cara a cara com o gerente ou caixa. Outros fazem questão de um contrato impresso em papel.

Porém, mesmo com todas essas ressalvas, esse público têm progressivamente migrado para os bancos digitais e, entendendo como uma plataforma segura.

Segundo pesquisas da consultoria Cantarino Brasileiro, especializada em comunicação e relacionamento no setor financeiro, 54% dos clientes de bancos tradicionais já pensam em abrir uma conta unicamente digital.

Isso tem acontecido principalmente porque os bancos digitais têm investido cada vez mais em segurança dos dados, desenvolvendo barreiras de impedimento a ação de hackers.

Outro fator que tem pesado na escolha por uma conta digital são as facilidades que ela oferece aliadas à baixas taxas de serviço.

Qual conta escolher?

Mas qual dos dois, de fato, vale a pena? Essa deve ser uma decisão pessoal. Cada cliente conhece sua rotina de acesso aos bancos, quais serviços que mais utiliza e o tempo que dispõe para resolver problemas de forma presencial.

Em um momento de crise financeira, muitos avaliam os custos de manter uma conta e acabam pesquisando e adotando aquela que oferece as menores taxas.

Os bancos tradicionais oferecem a opção com taxas menores nas chamadas contas básicas, o que pode ser uma alternativa. Mas se entrar na equação também o critério praticidade, os bancos digitais saem na frente disparados. Portanto, é preciso pesquisar as opções no mercado, compreender o seu perfil e buscar aquele que melhor se adeque.

Baixe já o app do DinDin e experimente uma conta digital gratuita!

Carregar mais posts